Crítica – Som da “Misbehaviour” impressiona e “Maila” agita o Old Motors

Música – Sarau de piano e Marcelo Loureiro nesta terça no Bosque dos Ipês
12/05/2017
Crítica – “João Fígar com Odon Nacasato”: CD resgata canções de rara beleza!
12/06/2017

Crítica – Som da “Misbehaviour” impressiona e “Maila” agita o Old Motors

Banda de Dourados fez um belo show em Campo Grande no último fim de semana

“Não perca seu tempo sempre procurando pelos anos perdidos, encare, aguente firme. Perceba que você está vivendo nos anos dourados”. Os amantes do heavy metal com certeza vão saber de onde saiu essa frase. Claro, Iron Maiden abre as cortinas de seu som falando sobre isso. Esse poder de aguentar firme. No último sábado, resolvi constatar “in loco” no Old Motors Pub em Campo Grande, a apresentação da banda douradense de rock metal Misbehaviour.

Apesar de ser um espaço pequeno, o que deu para perceber e com isso vem a frase usada no início deste texto do Iron Maiden, é que os amantes desse ritmo musical sempre estão encarando firme e vivendo intensamente a cada acorde. Cheguei relativamente cedo, por volta das 23 horas, e pouco tempo depois assisti a banda de abertura que leva o nome da vocalista: “Maila”. Com muito rock na veia, foi extremamente gratificante ver e ouvir uma banda com uma volúpia mágica, tocando com toda energia de quem ama o rock deve ter. A vocalista me impressionou pela atitude e presença de palco. Solta e lembrando um jeito da alemã Doro Pesch, com uma voz segura, cantou belos clássicos do rock metal e agradou a plateia.

Mas por volta da meia-noite, a Misbehaviour entrou sem “milongas” ou ajustes no som como ocorrem geralmente nos shows em Campo Grande. Assim a banda que é uma das pioneiras no rock pesado em Mato Grosso do Sul (completando 20 anos de estrada) chegou com seus músicos: Gilson Buzzio (vocalista), Nairon Martins (guitarrista), Felipe Silva (guitarrista), Marcus Vinicius (baixista), Guilherme Queiroz (tecladista) e Allan Baenas (baterista) arrebentando as estruturas sonoras do local.

Mostrou que estão antenados em todas as tendências e mais, fazem um trabalho autoral muito interessante. Não fiquei até o final do show dos rapazes da Misbehaviour, devido alguns imprevistos, no entanto o que pude notar e sentir, é que ela merece muito mais espaço em Campo Grande e outros grandes centros. Os músicos são dedicados em toda a essência do estilo heavy metal que começou na realidade nos anos 70 em grande parte do Reino Unido e nos Estados Unidos.

O som massivo e encorpado e principalmente pela técnica vocal de Gilson Buzzio, sem duvida faz a Misbehaviour ser uma banda que merece todos os elogios possíveis. Apesar do pouco público presente, não deixou de mostrar todo seu potencial. Elogios pela coragem e dedicação dos produtores Malu Corrêa e Ricardo Vinha que deram a oportunidade para que possamos conhecer bandas do interior do Estado com tanto talento. Esperamos que a Misbehaviour retorne mais em Campo Grande.

5 Comentários

  1. Alex Fraga disse:

    Excelente…devem fazer mais show por aqui! abs

  2. Alex Fraga disse:

    Excelente !

  3. Fernando disse:

    Essa banda é sensacional!

  4. Gilson Buzzio disse:

    Muito honrado e feliz por ter curtido nosso som irmão. Forte abraço. Até a próxima😉✌🤘

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *