Show – Ângelo Arruda lança dia 16 CD “Água de Viver” no Sesc Morada dos Baís

Crítica – Dagata & Os Aluízios: uma banda que todos de bom gosto devem ouvir
08/06/2018
Literatura – Emmanuel Marinho lança “Margem de Papel” nesta sexta no Sesc
08/15/2018

Show – Ângelo Arruda lança dia 16 CD “Água de Viver” no Sesc Morada dos Baís

Ângelo Arruda lança seu CD dia 16 na Morada dos Baís

No próximo dia 16, o arquiteto, compositor e poeta Ângelo Arruda estará lançando seu CD intitulado “Água de Viver”, no Sesc Morada dos Baís com a participação de grandes artistas do cenário sul-mato-grossense. A música acompanha a vida do arquiteto, compositor e poeta Ângelo Arruda desde muito cedo. Com uns seis meses de idade só conseguia dormir com a babá dançando músicas dos anos 1957, dentre elas o baião de Luiz Gonzaga. Com uns 12 anos começou a comprar em bancas de jornal e ler a revista POP e lá conheceu o melhor da música mundial e nacional. De madrugada escutava rádios no Rio de Janeiro tocando o melhor rock da época, especialmente no Programa do Big Boy.

Em Recife, por volta de 1975 passou a conviver com Lenine, Zé Rocha, Mário e Sérgio Lobo, Caca Barreto do grupo musical Flor de Cactus. Assistia o ensaio deles, eventos, composições. Foi ai que aprendeu a tocar violão de cordas de nylon. Em 1980 se muda e aprendeu muito com todos. Assistiu ao nascimento dos pioneiros. Ouviu em minha casa o cassete do primeiro LP de Almir Sater. Tocou em alguns botecos na noite, nas madrugadas, como amigos.

No celeiro de Campo Grande – os Espíndolas em primeiro lugar com Geraldo, Celito e Jerry -, Almir Sater, Paulo Simões, Geraldo Rocca, Gilson Espíndola, Rodrigo Sater, Guilherme Rondon, João Figar, Lisoel Costa, Zé Du, Sandra Menezes, Carlos Colman, Grupo Acaba, Maria Cláudia e Marcos Mendes, Américo e Nando, dentre tantos, se tornam seus amigos e passou a acompanhar suas trajetórias musicais e assim, nasce entre eles, amizade e respeito cultural. Até os anos 2010, Ângelo afirma que nunca eive nenhuma vontade de cantar ou compor. Acompanhava todos em shows e eventos.

Mas como tudo tem a primeira vez, um dia, conheceu os competentes músicos da banda Dazaranha de Florianópolis e com uma parceria com o Chico Martins, em um trabalho seu solo, nasceu a primeira composição: escreveu a letra da música “No Tom do Amor”, que ele gravou em seu segundo CD, Deslancha. Dai pra frente, se deu que podia fazer músicas e deixar de ser um espectador privilegiado, cheio de amigos competentes e foi compor músicas completas, pois tinha começado apenas letrando composições, como no caso de duas ou três com Raimundo Galvão e Rubênio Marcelo.

Nasceu Água de Viver, composição que dá nome a esse CD. Fez letra e música e entregou-a para Gilson Espíndola. Daí pra frente, nos últimos dois anos, passou a se dedicar a compor, músicas em diversos ritmos, como você vai ver ao escutar nesse disco. Convidou amigos para cantar. Amigos de Campo Grande e de Florianópolis. Escutem e curtam Água de Viver, um disco construído com muitas mãos competentes.

O CD

Ao final dessa jornada, seus agradecimentos ao Otávio Netto e Gilson Espíndola a quem entregou a responsabilidade técnica dos arranjos, produção, estúdio. A todos os músicos profissionais que se dispuseram a dar sua contribuição e especialmente aos músicos cantores Maria Alice, Maria Cláudia e Marcos Mendes, Celito Espíndola, Jerry Espíndola, Guga Borba, Antônio Porto, Zé Du, Américo e Nando, Chicão e Guilherme Rondon que colocaram suas vozes em suas. A empresa PLAENGE e ao SESC Mato Grosso do Sul, que deram seu apoio cultural ao projeto, os sinceros agradecimentos.

CD ÁGUA DE VIVER

MUSICOS, MÚSICAS, INTÉRPRETES, FICHA TÉCNICA

1. MÚSICAS E INTÉRPRETES

01 – ANA (Ângelo Arruda) Chicão Castro

02 – UNIVERSO EM PEDAÇOS (Ângelo Arruda e Gilson Espíndola) Celito Espíndola e Joice Moreno

03 – ÀGUA DE VIVER (Ângelo Arruda) Gilson Espíndola

04 – FAZ TEMPO (Ângelo Arruda)  Jerry Espíndola

05 – PRA TE AMAR (Ângelo Arruda e Galvão) Maria Alice

06 – ENCANTAMENTO (Ângelo Arruda e Antônio Porto) Antônio Porto

07 – TUDO OU NADA (Ângelo Arruda) Ângelo Arruda

08 – DOIS CORAÇÕES (Ângelo Arruda) Guilherme Rondon

09 – SINAIS DE AMOR (Ângelo Arruda) Maria Cláudia e Marcos Mendes

10 – NO TOM DO AMOR (Ângelo Arruda e Chico Martins) Guga Borba

11 – AMIGOS E AMIGAS (Ângelo Arruda) Américo e Nando

12 – TRILHOS E TRILHAS (Ângelo Arruda e Zé Du) Zé Du

BÔNUS TRACK – CIDADE MAR (Ângelo Arruda) Chico Martins e Moriel Costa

MÚSICOS

Cristiano Kotlinsky – Violão de Nylon

Gerson Espinosa – Percussão

Yan Pinheiro – Trompete

Guitarras – Ton Alves, Gabriel Andrade, Chico Martins, Antônio Porto

Violino – Felipe Garcia e Fernando Sulzbacker

Cello – Sandra Tornich

Sanfona – Renan Nonato

3. FICHA TÉCNICA

Capa – Lula Ricardi

Clip e fotos –Helton Perez

Gravado nos Estúdios OCA e WTV+ (MS) e PIMENTA DO REINO (SC)

Direção Artística – Otávio Neto

Produção – Gilson Espíndola

Produção Executiva – Nayara Espíndola

Concepção – Ângelo Arruda, Gilson Espíndola e Otávio Neto

 

2 Comentários

  1. Belíssima homenagem. Parabéns e obrigado.andy kaufman tony

  2. Obrigado pelo carinho meu querido Alex, você me encanta sempre. Conto com você dia 16 para um abraço e uma boa música

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *